terça-feira, 4 de agosto de 2009

Noite Fora do Eixo

O Coletivo Retomada e Circuito Fora do Eixo irão realizar em parceria com a Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, no próximo dia 08 de Agosto, a Noite Fora do Eixo, evento este realizado por vários Pontos que formam o Circuito Fora do Eixo e acontecerá pela primeira vez em Montes Claros.
A Noite Fora do Eixo acontecerá na Praça dos Jatobás à partir das 18h, com shows das bandas Sofia, Cães do Cerrado (Beagá) e Veniversum (Cuiabá-MT). Além dos shows, o evento ainda terá barraquinas já características da nossa cena indepedente além de algumas já conhecidas da feirinha da Matriz.


segunda-feira, 3 de agosto de 2009

RockMoc & MetalMoc

Para quem estava achando as coisas um pouco paradas aqui na nossa cidade, não terá mais de reclamar pois o mês de Agosto realmente promete.
Logo no começo do mês teremos uma overdose dupla: trata-se do Rockmoc e do já consagrado Metalmoc.
O Rockmoc (13.08) contará com as bandas Wagne Black & Os Despertadoidos, Fúria H.C, Locus, Soprones e Locked Side. Já o Metalmoc contará com Origamy, Imolent in Mordor, Vomer, Ignivomus (BA), Gory Stage, Res Nullius e Panzerfaust.
Os eventos acontecerão e dias sucessivos todos com a mesma estrutura de palco, segurança e apoio. Com a entrada franca, para que todos tenham acesso e possam se divertir.
Estes eventos são uma cortesia da ARMCR e acontecerão nos dias 13 e 14 de Agosto.
Vale a pena dar uma conferida, e nós do BossaPunk staremos ns doi dias de eventos, não só para prestigiar a cena local, mas para trazer as informações pertinentes.
Por hora é só.
Como aperitivo, seguem os flyers.




Até a próxima!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

[bOSSA.pUNK entrevista] LocUS

Confira o papo que rolou entre a bOSSA.pUNK e a banda LOCUS.


video

terça-feira, 14 de julho de 2009

Locus: BHIndie Music

Enquanto não postamos a entrevista com a banda Locus, vamos mostrando os vídeos da galera do BHIndie Music com a banda.
Pra quem ainda não conhece a nova cara da banda montesclarense, uma boa oportunidade de conhecer o som de Dani (Voz), Felipe (Batera), Vitor (Baixo) Lucas e Gabriel (Guitarras).

VIDEO 01



VIDEO 02


E em breve, mas detalhes sobre os eventos que irão acontcer nos próximos meses em Montes Claros...

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Dia Mundial do ROCK

Feliz Dia Mundial do ROCK!!!





quinta-feira, 9 de julho de 2009

Banda LocUS em Beagá


E continua a saga da exportação catrumana aos confins do Brasil. Depois de Umeazero, Ruído Jack, Soprones, Vomer e a Feeble, chegou a vez da Locus aportar em Beagá para uma apresentação no renomado Matriz. Formada em 2006 a banda passou por algumas mudanças e maturações que refletem hoje no som da banda toda experiência adquirida ao longo desses três anos, isso somado à versatilidade do sangue novo injedo na banda e as novas idéias e horizontes abertos.
A Locus (o nome não possui acentos e pronuncia-se L-Ó-C-U-S) conta hoje com Victor Stálin (Baixo) e Felipe Santana (Batera) coordenando a cozinha de forma precisa e em muitas passagens ousada, nas guitarras Lucas e Gabriel Arcanjo (vulgo 1/2Kg) dão conta do recado alternando a pegada das músicas com riffs enfurecidos e bases dedilhadas de bom gosto, por fim e não menos importante Dani Borborema nos vocais cantando e encantando com sua beleza e sua voz. Talvez essa seja a formação mais coesa da banda, que conseguiu inovar suas próprias canções dando uma roupagem mais moderna ao rock básico que a banda executava. Apostando num som [bem] mais pesado e no carisma e beleza da sua frontwoman, a Locus espera "arrasar" na sua primeira passagem por Beagá.
A banda se apresenta hoje na casa de shows Matriz, por onde nomes como Fresno, DeadFish, Streetbuldogs já tocaram, além é claro das bandas catrumanas Feeble, Vomer, Umeazero e Soprones. O evento desta Quinta compreende na primeira noite da progamção de Julho da BHIndie, e contará ainda com as bandas locais Cães do Cerrado e Quimera.
Em breve, mostraremos o papo que a bOSSA.pUNK teve com a turma na Locus no último ensaio da banda antes do show em Beagá.






Sites:

terça-feira, 7 de julho de 2009

Modismo Hardcore?


Estava esse final de semana assistindo clipes e shows na TV como de costume. Troca de DVD aqui, bota outro acolá, põem um vídeo no Youtube ou MTVoverdrive para carregar, e ao mesmo tempo, baixando uma enxorrada de "novos" sons para escutar e curtir um pouco.
No meu caso em questão, achei um monte de bandas nacionais que agoram começam a ter um certo espaço no cenário mainstream, tais bandas como NX Zero e Fresno, (as quais escuto, gosto, compro produtos e vou aos shows desde 2003) que já estão de alguma forma mais "consolidadas" e algumas outras que nem são tão conhecidas assim. Comecei a reparar na grande quantidade de bandas co-relacinadas que surgem e tentam arrumar um lugar ao sol de alguma forma, seja pelo Myspace, Orkut, Pure Volume, Trama Virtual, Fotolog e afins, e tais bandas tem uma legião de fãns das mais variadas faixas etárias. Inclusive hoje no ônibus tinha duas meninas discutindo sobre a qualidade musical das bandas citadas, falando que uma ou outra era "modinha".
Essa reviravolta atual, tem muito das mãos de Rick Bonadio e Rodrigo Castanha, do Midas Estúdio e da Arsenal/Universal, que após trabalharem com o CPM22 viram um grande potencial no enérgico cenário underground do Hardcore Nacional. Contudo, essa cena já era muito mais forte do que a grande massa pensa, e há muitos anos já esporulava em Sampa, Poa, Rio e extendia de forma discreta até Behagá. Conceituadas casas de shows como Hangar 110, Circo Voador, Madame Satan, Inferno Club, Matriz e outras tinham suas portas abertas para essas bandas, com um circuito organizado e um cenário bastante forte e unido. Olhando essa situação, vejo que difícilmente temos um cenário descartável.
Nessa jornada em busca da satisfação para aquele momento através de outras perspectivas sobre o assunto, me deparei com vários comentários virtuais que me colocaram a pensar bastante sobre um assunto: Como uma banda ou até mesmo um estilo musical pode ser descartável ou modinha?
Esse assunto não para por aqui. Mas por hora é interessante fomentar tal comportamento...